7 coisas que seus funcionários nunca querem ouvir do chefe

Claro, ações falam mais alto que palavras. Mas, no ambiente corporativo, muitas vezes as palavras influenciam (e muito) o desempenho dos funcionários e acabam até os desmotivando se usadas de maneira errada. O site Inc.com listou sete coisas que um gestor nunca deveria dizer aos seus empregados – a não ser que ele não queria uma equipe de aliados e, sim, de pessoas descontentes ao seu lado.

1. “Boa idéia, agora se nós também …”

Bem sucedidos ou não na empreitada de dar sugestões, todos os colaboradores querem contribuir, agregar valor à empresa em que trabalham. E, do ponto de vista deles, as boas ideias quase nunca são as suas. Já imaginou, então, o quão desmotivador é dividir uma ideia com o chefe e ele apenas pensar em como melhorá-la? Pois é, isso é desmotivador, sem dúvida.

Quando um colaborador te trazer uma ideia certifique-se que ele permaneça com ela, antes de traçar um plano de implementação com base na sugestão dele. Experimente dizer: “Uau, isso é realmente uma boa ideia” e pergunte como ele chegou até ela e como ele acha que deveria implentá-la. Muitas vezes, o funcionário já tem as respostas e, se não, você pode ajudá-lo a seguir na direção certa. Mas nunca o deixe de elogiar por isso.

2. “Olhe. Eu estou no comando aqui”

Lidar com opiniões diferentes ou mesmo com uma discussão aberta é um desafio para qualquer gestor. É fácil sentir-se inseguro e defensivo nessas horas. Quando isso acontece, você pode ser tentado a cair abrir mão de uma regra crucial sobre gestão: aquele que tem o ouro faz as regras.

Recorrer ao “eu estou no comando” para acabar com uma discussão com os empregados é desnecessário, já que todos ali sabem disso. Além do que, dizer isso destrói qualquer sentimento de colaboração, trabalho em equipe. Ao contrário, se você argumentar de uma maneira lógica e deixar claro que todos estão juntos atrás de um mesmo objetivo, não há como desmotivá-los.

Não tenha medo de voltar atrás. Não tenha medo de dizer suas opiniões iniciais ou que as decisões foram erradas. Os subordinados irão te respeitar ainda mais se você admitir que cometeu um erro.

3. “Eu tenho uma grande oportunidade para você”

As chamadas grandes oportunidades pelos gestores quase nunca são grandes, já que a frase é tipicamente seguida pela “oportunidade” de assumir um trabalho adicional ou lidar com um projeto que ninguém quer. Você pode dizer isso de outra maneira, como: “Na próxima semana você vai começar a trabalhar em um novo projeto com o nosso melhor cliente”.

Afinal de contas, a pessoa sabe o que é uma grande oportunidade para ela e, a fazer se animar para depois a enviar a uma realidade imposta e pouco agradável, fará com que ela fique irritada. Oportunidades verdadeiramente grandes não necessitam de anúncios vazios. Não a venda em vão ou você vai deixar seus funcionários se sentirem vendidos.

4. “Cara, eu estou ansioso para a minha viagem para a Europa”

Alguns empresários acreditam que seus empregados serão inspirados por seu sucesso (visível). Mas a maioria não é.

Quanto mais você falar sobre como você é bem sucedido, seja aberta ou implicitamente, mais seus funcionários se ressentem do fato de que seu sucesso é baseado no trabalho duro dele.

Nunca se gabe do seu sucesso aos seus funcionários. Seja humilde.

5. “Eu já fiz o suficiente”

Perspectiva é tudo. Da sua perspectiva, ter um negócio ou uma posição de destaque pode ser estressante, desgastante, e avassaladora. Do ponto de vista do empregado você teria que feito tudo para merecer estar onde está.

Os empregados não querem sentir a sua dor. Nunca espere que eles criem empatia por você dessa forma. Se você deve falar sobre o trabalho de um dia duro, fale sobre como o dia era um desafio e todo mundo se uniu para fazer as coisas acontecerem. Ou divida o quanto você gosta de ajudá-los.

Desligue sempre um dia difícil em uma forma de reconhecer o quão duro seus funcionários trabalharam – e não o quão duro você trabalhou.

6. “Não”

Dizer não só é bom quando essa palavra vem seguida por um por que. Explicações são sempre necessárias quando você recusa um pedido ou recusa uma idéia, mesmo que o raciocínio por trás da decisão pareça óbvio.

Uma das principais funções de um gestor é lidar com pessoas, trabalho que inclui uma habilidade sem limite de paciência para explicar o quanto for preciso.

7. “Nós”

Nós é uma palavra poderosa, exceto quando não usada corretamente.

Em público, diga “eu” quando a sua empresa comete um erro. Diga “nós” quando fizer algo bacana. Dentro da empresa, diga “você” quando um funcionário fizer algo que mereça elogio. Diga “nós” quando você faz algo assim, porque seu sucesso é sempre construído por e com base nos esforços de todos a sua volta.

Fonte: Tatiana Vaz – Exame.com

Published in: on 19 de janeiro de 2012 at 18:20  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://sindhosba.wordpress.com/2012/01/19/7-coisas-que-seus-funcionarios-nunca-querem-ouvir-do-chefe/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: