Empresas procuram novos talentos direto nos cursos das universidades

Aos 22 anos, Alessandra Dahruj é estagiária de comunicação em uma multinacional. Ela é animada, do tipo que veste a camisa da empresa. Tem grandes chances de ser contratada no fim do ano quando deixar a faculdade. “No momento eu não visualizo exatamente, eu não tenho certeza do que eu quero fazer após eu me formar, mas vejo já um ramo de possibilidades”, declara.

Alessandra se encaixa no tipo de profissional que o mercado tem ido atrás nas salas de aula. “Alguém que não vai ficar esperando que o chefe peça, que vai ter iniciativa, ambicioso, curioso. Acho que esse é o perfil que as empresas buscam independente da área”, comenta Manoela Costa, gerente de recrutamento.

Um dos maiores desafios para quem está entrando na faculdade agora ou terminando o curso é ter um projeto profissional. É o que as empresas querem no dia a dia e também exigem na hora de contratar. Uma das maneiras de garantir o sucesso profissional lá na frente é começar a pensar nesse projeto no momento em que você pisar na faculdade.

Gustavo Nascimento é professor universitário e trabalha em uma empresa que procura profissionais para o mercado. Muitas vezes ele enxerga estudantes em conflito com o mercado de trabalho. “Desde o primeiro momento ele precisa aprender, ele precisa ter a disponibilidade em saber que depois de quatro a cinco anos ele vai se formar. E cada vez mais cedo as empresas pedem que esses recém formados estejam preparados para o mercado”, alerta o gerente de relacionamento.

Essa preparação começa no curso. Há universidades que mantém empresas próprias, é a chamada empresa junior. Os professores são os chefes, e ela gera lucro. Uma boa oportunidade é fazer monitoria de algum professor do curso.

– No terceiro e quarto anos da faculdade aproveite para fazer estágios.
– Falar inglês vale mais do que um MBA.
– procure sempre pensar no coletivo. Não comece frases com: “eu sou”, mas com “nós somos” – referindo -se sempre a equipe e a empresa

“O estudante vem com uma ideia do mundo acadêmico, uma linguagem própria do mundo acadêmico. Quando ele se depara com o mundo organizacional a questão pratica é muito mais forte. O mercado quer um jovem muito dinâmico e interessado em aprender, que ele esteja de corpo e alma dentro da empresa, que realmente vista a camisa, e esteja disposto a aprender novas teorias e novos processos”, avalia Nascimento.

Fonte: Jornal Hoje

Published in: on 16 de janeiro de 2012 at 18:40  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://sindhosba.wordpress.com/2012/01/16/empresas-procuram-novos-talentos-direto-nos-cursos-das-universidades/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: