Mas por que os jovens questionam tanto?

O comentário que mais ouço de gestores a respeito da geração Y é  sobre os constantes questionamentos. Diversos gestores alegam ser esse um dos comportamentos mais irritantes com que tem que lidar.

Muitos conflitos com seus subordinados acontecem exatamente por estes jovens questionarem constantemente as decisões de seus gestores. O desafio do líder é estabelecer um comportamento sereno quando os próprios subordinados colocam em dúvida sua capacidade de liderá-los. Na verdade, as perguntas precisam ser melhor entendidas, pois são uma característica marcante na geração Y.

Talvez esse desconforto tenha origem na forma de desenvolvimento da liderança nos últimos 20 anos, que aconteceu através de modelos mais estruturados, com papéis bem definidos, uma ordem hierárquica definida e com uma regra bem clara – jamais contestar seus “superiores”.

O fato é que precisamos considerar que o questionamento nem sempre é uma contestação ou desafio ao conhecimento. Quando um jovem da geração Y está questionando, raramente ele está duvidando do conhecimento de seus “superiores hierárquicos”, sejam pais, professores ou gestores.

Essa postura é, na verdade, uma busca de interação e tem origem na infância desenvolvida em um ambiente de constantes desafios, mesmo nos mais simples jogos de videogames. Para esse jovens, é muito importante interagir com o mundo que os cercam, pois buscam constantemente uma conexão com as coisas e com as pessoas.

Eles consideram todo relacionamento como um processo de integração. Querem respostas diretas e claras, sem coisas subentendidas e obscuras. Exigem transparência de seus líderes e estão dispostos a lutar por seus sonhos.

Não devemos subestimar a capacidade destes jovens em entender todo o contexto; temos que tirar proveito de suas impressionantes habilidades de trabalhar em múltiplas dimensões simultaneamente e apresentar-lhes todas as informações e possibilidades, assim como as consequências das escolhas que vierem a fazer.

Os jovens dessa geração não são infalíveis – pelo contrário, eles são extremamente vulneráveis, pois não possuem referências suficientes para agir com todas as habilidades que conseguem obter no curto espaço de tempo.  Contudo, cresceram questionando seus pais a respeito de tudo e por isso, hoje questionam seus líderes nas empresas.

Questionar é a forma que eles encontraram de se conectar!

Fonte: Sidnei Oliveira – Exame.com

Published in: on 29 de novembro de 2011 at 17:49  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://sindhosba.wordpress.com/2011/11/29/mas-por-que-os-jovens-questionam-tanto/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: