Internacionalização das Empresas Familiares

Grande parte das empresas familiares em todo o mundo são reconhecidas como negócios com melhor desempenho, em diversos aspectos, frente às suas concorrentes  “não familiares”.

Um exemplo, as empresas familiares ousam mais no que diz respeito aos níveis dereinvestimento dos resultados na operação do negócio. A explicação para este fato é a vontade da família em ver seus negócios crescendo e prosperando.

Existem, no Brasil, empresas familiares com capital aberto e ações negociadas na Bolsa de Valores.

Algumas outras atraíram com sucesso, “venture capital”, ou seja, investimentos de grupos de investidores para financiar seu crescimento, sua expansão.

Há muitos casos no Brasil, de empresas familiares que se uniram com empresas concorrentes, acelerando seu processo de crescimento.

O caminho da internacionalização das empresas familiares é real e já existem casos de empresas brasileiras com operações também no exterior.

Enumero estas constatações para demonstrar que há uma longa estrada a ser percorrida pelas empresas familiares nacionais, na busca do crescimento e da perenidade.

Para tanto, terão que operar com um nível de qualidade na gestão que as permita concorrer no mercado internacional (custos compatíveis, profissionais de alta qualidade em seu quadro de funcionários, utilização de tecnologia atualizada, etc…) e abandonar práticas que possam atingir seu desenvolvimento.

Não haverá lugar para nepotismo, favorecimento de familiares que não agregam valor ao resultado da empresa, dificuldade para atrair e manter talentos em sua estrutura, imagem abalada no mercado por questões familiares, conflitos familiares impactando seus processos.

A empresa necessitará, então, implementar um modelo de governança corporativa que valorize e proteja a empresa de intempéries do mercado e da família (ou famílias) controladora.

É sabido que a família torna a empresa familiar mais forte e competitiva quando apóia sua operação e não gera impactos negativos por conta de interesses pessoais de seus membros.

Este é o tempo para colocar no planejamento anual da empresa familiar, o desenvolvimento do processo de governança familiar e corporativa, que trará maior valor ao patrimônio da família controladora do capital, inclusive com planos para expansão da empresa além das fronteiras nacionais.

Fonte: Eduardo Najjar – Exame.com

Published in: on 1 de novembro de 2011 at 17:48  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://sindhosba.wordpress.com/2011/11/01/internacionalizacao-das-empresas-familiares/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: